Apresentação da 78ª Volta Portugal - Photo João Fonseca 

A 78.ª edição da Volta a Portugal, que vai disputar-se entre 27 de julho e 7 de agosto, foi hoje apresentada em Lisboa.

A corrida terá um prólogo e dez etapas, totalizando 1618,7 quilómetros. Começa com um prólogo de 3,6 quilómetros, em Oliveira de Azeméis, e termina como novo exercício individual, este com significativos 32 quilómetros, ligando Vila Franca de Xira ao Terreiro do Paço, Lisboa.

Pelo meio há nove etapas em linha, notando-se, mais uma vez, a presença da Senhora da Graça, em 2016 com o estatuto de única chegada em alto, uma vez que a Torre, na serra da Estrela, será apenas local de passagem e não de final de etapa. Aliás, a colocação de subidas de média dificuldade, ainda longe das chegadas, com terreno de recuperação para alguns corredores que se atrasem a subir, será uma constante ao logo de toda a Volta. Vão registar-se passagens pelo Sameiro, pelo Gerês, por São Macário, Montejunto e Arrábida.

A primeira tirada leva a caravana de Ovar até Braga. O circuito final inclui uma dupla passagem no Sameiro, que poderá provocar alguma seleção, embora na última vez em que se experimentou este figurino, há dois anos, tenha sido um sprinter a erguer os braços na cidade dos arcebispos.

Segue-se a viagem entre Viana do Castelo e Fafe, com a curiosidade de o pelotão atravessar um troço de terra, habitualmente usado no Rali de Portugal, onde estará colocada uma contagem de montanha de segunda categoria. A terceira etapa sai de Montalegre e chega a Macedo de Cavaleiros.

A quarta etapa começa em Bragança e termina na Senhora da Graça. A longa distância – 191,9 quilómetros – e a passagem pelo Alvão, a 45 quilómetros do fim, são a esperança dos trepadores mais puros para que os 8,2 quilómetros de escalada ao Monte Farinha possam fazer diferenças.

Antes do dia de descanso, os corredores vão pedalar entre Lamego e Viseu, atravessando a serra de São Macário, a 60,7 quilómetros da meta, num obstáculo que dificilmente impedirá uma chegada em pelotão.

A primeira etapa após o interregno vai passar pela serra da Estrela. Os corredores trepam à Torre, desde a Covilhã, logo nos quilómetros iniciais, regressando ao ponto mais alto de Portugal Continental, ascendendo desde Seia, quando faltarem 69,4 quilómetros para a meta. Daí até final, há ainda três contagens de montanha de terceira categoria, uma delas coincidente com a meta.

Depois da serra, chega uma etapa de transição, entre Figueira de Castelo Rodrigo e Castelo Branco, na qual o protagonismo deverá ser resgatado por sprinters ou por fugitivos. A ementa do dia seguinte contempla uma ligação entre a Nazaré e Arruda dos Vinhos, a mais extensa da competição, com 208,5 quilómetros passagem pelo Montejunto, a 76,1 quilómetros do fim.

A última etapa em linha é a mais sulista desta edição, entre Alcácer do Sal e Setúbal, passando na Arrábida, a 13,3 quilómetros da meta. A Volta fecha com o contrarrelógio de 32 quilómetros, sempre a rolar, de Vila Franca de Xira até Lisboa.

O pelotão tem 18 equipas confirmadas, oriundas de doze países. Regista-se um incremento qualitativo face aos últimos anos, com a presença de cinco equipas da segunda divisão internacional.

Percurso
27 de Julho – Prólogo: Oliveira de Azeméis – O. Azeméis, 3,6 km (C/R Individual)
28 de Julho – 1.ª Etapa: Ovar – Braga, 167,4 km
29 de Julho – 2.ª Etapa: Viana do Castelo – Fafe, 160 km
30 de Julho – 3.ª Etapa: Montalegre – Macedo de Cavaleiros, 158,9 km
31 de Julho – 4.ª Etapa: Bragança – Sr.ª da Graça, 191,9 km
1 de Agosto – 5.ª Etapa: Lamego – Viseu, 153,2 km
2 de Agosto – Descanso
3 de Agosto – 6.ª Etapa: Belmonte – Guarda, 173,7 km
4 de Agosto – 7.ª Etapa: Figueira de Castelo Rodrigo – Castelo Branco, 182 km
5 de Agosto – 8.ª Etapa: Nazaré – Arruda dos Vinhos, 208,5 km
6 de Agosto – 9.ª Etapa: Alcácer do Sal – Setúbal, 187,5 km
7 de Agosto – 10.ª Etapa: Vila Franca de Xira – Lisboa, 32 km (C/R Individual)

Equipas Participantes

Continentais Profissionais
Androni Giocattoli-Sidermec (Itália)
Caja Rural-Seguros RGA (Espanha)
Drapac Professional Cycling (Austrália)
Funvic Soul Cycles-Carrefour (Brasil)
Team Roth (Suíça)

Continentais estrangeiras
Armée de Terre (França)
Astana City (Cazaquistão)
Boyaca Raza de Campeones (Colômbia)
Christina Jewelry Pro Cycling (Alemanha)
Euskadi Basque Country (Espanha)
Inteja-MMR Dominican Cycling Team (República Dominicana)
Lokosphinx (Rússia)

Continentais Portuguesas
Efapel
LA Alumínios-Antarte
Louletano-Hospital de Loulé
Rádio Popular-Boavista
Sporting-Tavira
W52-FC Porto

Percurso Detalhado: Clique Aqui

2016-06-07 – 16:39:19

 Percurso Volta Portugal 2016